sábado, 30 de outubro de 2004

Cavalgada (1977)

Roberto Carlos - Erasmo Carlos

Vou cavalgar por toda a noite
Por uma estrada colorida
Usar meus beijos como açoite
E a minha mão mais atrevida
Vou me agarrar aos seus cabelos
Pra não cair do seu galope
Vou atender aos meus apelos
Antes que o dia nos sufoque
Vou me perder de madrugada
Pra te encontrar no meu abraço
Depois de toda cavalgada
Vou me deitar no seu cansaço
Sem me importar se nesse instante
Sou dominado ou se domino
Vou me sentir como um gigante
Ou nada mais do que um menino
Estrelas mudam de lugar
Chegam mais perto só pra ver
E ainda brilham de manhã
Depois do nosso adormecer
E na grandeza desse instante
O amor cavalga sem saber
Que na beleza dessa hora
O sol espera pra nascer
Estrelas mudam de lugar
Chegam mais perto só pra ver
E ainda brilham na manhã
Depois do nosso adormeceeeeeeeeeeeeer!!

...para Insuportááável, Font, Rod&TeddyBear, Armani, Ismênia, Florber, Aldo, Magnólia, com capeta, Água da Bica, pimenta-cereja, catuaba, catuaba-aba-aba-uca (hic!), e a dúvida que não quer calar: alguém anotou a placa?? :)
PS: Não, não dá pra comparar o amanhecer do subúrbio. No mar o dia vem chegando. Na Zona Norte ele rebenta. A redenção, ao contrário da crença inicial, é mesmo impossível. Pelo conjunto da obra.

Nenhum comentário:

Loading...