sexta-feira, 5 de novembro de 2004

ORAÇÃO PERDIDA

Aldir Blanc / Jayme Vignoli / Luiz Flavio Alcofra

Por esse Amor estarei
na cruz do meu dia a dia.
Até a Virgem Maria
acha estranho o que eu passei.

Meu Amor chegou assim,
cavaleiro de cordel.
Fiquei grávida de mim.
Gêmeos, sim: Inferno e Céu.

O Amor me encheu de todo,
de queixumes, de jasmim,
de estrelas e de lodo,
de um perfume carmesim.

Sou um barco de segredo
brilhando feito um altar,
navegando um rio negro
que vai se atirar no mar.

Se a aflição me atingir
será raio prateado,
luar assombrando o monte,
cavalo branco assustado.

Amor vero e mentiroso
feito um caco de horizonte,
um incêndio criminoso
no manancial da fonte.

Meu Amor me dará pedra
e sangue pra comungar.
O Amor é meu pastor:
tudo me faltará.

Nenhum comentário:

Loading...