segunda-feira, 4 de dezembro de 2006

AS COISAS IMPORTANTES


Jall Sinth Hussein


As coisas importantes só olhas uma vez
mas sua imagem se repete muitas vezes dentro de ti
como um eco.

As coisas importantes que estão dentro de ti
e se repetem constantemente
já não estão presas ao que olhaste atento
mas no silêncio que tens dentro
se libertaram e tornaram incertas.

As coisas importantes no teu dentro
só já a ti pertencem
e nada do que está fora de ti as lembra agora.

As coisas importantes metes numa caixa
que com paciência vais abrindo aos poucos
para esqueceres as muralhas de outro tempo.

4 comentários:

zander catta preta disse...

Bom ver você postando de novo!!! =)

Szegeri disse...

Gostei. Um soneto sincopado!

Szegeri disse...

Como assim meu comentário será exibido "após a aprovação da proprietária do blog"??? Experimenta...

Anônimo disse...

Esplêndido, sim!
Isso é que é ver as coisas através de um turbilhão de cor.
Não aceito a comparação com as ideias e as palavras
Bem vê que não tenho circunstâncias atenuantes a meu favor.
Diga-me: se eu não posso admitir a Mariana sem os grandes entusiasmos, se sente deveras o que diz a respeito do tempo, ou está fazendo uma profissão de fé.
Um pouco vinha sentar-se neste banco de selva, à sombra desta árvore, tinha o vagar nos olhos mareados com a mão na consciência, eis verdade da gente assim. Demais, a prática do tempo mostra a vida o contrário. Alegra-me que de seus lábios saíam essas palavras, que dizem entretanto que esta voltando reanimada. Esplêndido! Pois eu aqui estou e não é essa única a opinião, mas bonito!
Joao

Loading...