sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Verniz

Voz: Fabiana Cozza / Composição: Sérgio Santos e Paulo César Pinheiro

Eu tenho anseio demais.
Sei que não é direito,
Desejo nunca deu paz,
Mas deixa ardente o leito.
Eu sempre fui mesmo assim,
Sou meio insatisfeito.
Não é um retrato de mim,
Mas é o mais perfeito.
Com o sonho acordo
Porque com a ilusão me deito.
A vida é mais que um prazer,
Mas, como vem, aceito.
Não trago nos olhos meus
Nenhum amor desfeito.
A ausência não é um adeus,
Mas causa o mesmo efeito.

Eu tenho mágoa de amor,
Mas tudo tem seu jeito.
O tempo não cura a dor,
Mas enverniza o peito.

Nenhum comentário:

Loading...